O que é prolapso genital?

O prolapso genital é um problema de saúde que afeta milhões de mulheres em todo o mundo. Saiba mais!

Também conhecido como “bexiga arriada”, “útero baixo”, “bola na vagina”, “problema de períneo”, dentre outros termos, o prolapso genital é um problema de saúde que afeta milhões de mulheres em todo o mundo. Definido como o descenso da parede vaginal anterior e/ou posterior, assim como do ápice da vagina (útero ou cúpula vaginal após histerectomia).

A melhoria das condições de saúde levou ao progressivo aumento da expectativa de vida e, com isso, ao aumento do número de pacientes com prolapso genital. Condição muito comum em nosso consultório, vemos que a qualidade de vida é prejudicada nessas mulheres, causando impacto psicológico, social e financeiro. As informações epidemiológicas (taxas de acometimento na população em geral) dessa doença são difíceis de serem obtidas, uma vez que muitas mulheres escondem o problema ou o aceitam como consequência natural do envelhecimento ou dos partos vaginais.

Estima-se que 21,7% em mulheres de 18–83 anos, chegando a 30% nas mulheres entre 50 e 89 anos. Aos 80 anos, 11,1% das mulheres têm ou tiveram indicação cirúrgica para a correção do prolapso genital ou de incontinência urinária.

O prolapso é considerado uma hérnia do conteúdo pélvico e/ou intraperitoneal no canal vaginal. Vários fatores de risco para sua ocorrência são sugeridos. A doença pode ser atribuída a uma combinação de condições que varia de paciente para paciente.

As queixas mais comuns relacionadas aos prolapsos de órgãos pélvicos são:

– Abaulamento vaginal, definidas como uma sensação de “bola na vagina”;

– Pressão pélvica ou suprapúbica

– Sangramento;

– Corrimento e infecções relacionados às ulcerações ou feridas que podem formar-se com a exposição externa da vagina;

– Necessidade de manobras manuais para possível defecação ou micção;

– e dor na região da coluna sacral.

Em estágios muito avançados, além dos sintomas que descrevemos, eles podem trazer outras doenças de repercussões no resto do organismo. Tais como a Hidronefrose e Insuficiência Renal. O importante é que a avaliação do uroginecologista seja feita tão logo observados os primeiros sintomas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-size: initial;background-position: top center;background-attachment: initial;background-repeat: initial;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 200px;}