Quinta, 15 Setembro 2016 00:00

Como evitar infecção urinária

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
Infecções urinárias e cistite de repetição são distúrbios comuns em muitas mulheres. Esses problemas acometem, em sua maioria, a classe feminina porque nelas a uretra é mais curta e mais próxima ao ânus. De acordo com estudos, metade das mulheres irá apresentar algum tipo de infecção urinária durante a vida e fazer a higiene íntima de forma adequada é primordial para reduzir a chance infecções além de trazer mais qualidade de vida.

É preciso que haja uma limpeza correta das regiões intimas tanto após a relação sexual quanto na hora de evacuar. Essas são medidas preventivas importantes já que cerca de dois terços das mulheres se infectam após a atividade sexual, mas o que leva a isto? A má higienização após o ato.

Tenham em mente que exageros na limpeza, também, podem favorecer a proliferação de bactérias locais e causar irritação. As infecções urinárias podem aparecer também após o uso de produtos esfoliantes e desodorantes para a região íntima. Calcinhas de material sintético facilitam a propagação de bactérias devido à manutenção do ambiente úmido e a redução da ventilação. Utilizem peças de algodão, que tornam a região mais seca e ajuda a inibir as infecções.

Condições de risco
De acordo com estudos clínicos, o maior fluxo de atividades sexuais, o uso de espermicidas, a retenção de urina, a menopausa, a presença de bexiga caída e a diabetes mellitus são fatores de risco para que se tenham episódios de cistites com frequência. Quando estiver com cistite evite alimentos e líquidos que possam fazer mal à sua bexiga como: café, frutas cítricas, álcool, chá e condimentos (como a pimenta). Para você estimular a produção de urina beba pelo menos 2 litros de água ao dia e faça uma dieta rica em fibras e vegetais.

Tratamento
É imprescindível procurar um especialista na área para iniciar o tratamento adequado. Geralmente são receitados antibióticos durante três dias, mas se você tiver episódios mais frequentes pode ser submetido ao um tratamento mais prolongado com doses menores. Atenção se você for gestante. O tratamento nesse caso deve ser acompanhado de perto por um médico e é mais rigoroso.

Tendo novos pontos de vista
85% das cistites são causadas pela bactéria Escherichia coli (E coli), de origem intestinal. Uma forma de prevenir as infecções do trato urinário recorrente é uma vacina em forma de cápsulas que estimulam as defesas do corpo. É preciso ressaltar que esse tipo de vacina é usado predominantemente em pessoas que se infectam com a bactéria E coli constantemente. Alguns estudos indicam que o uso de lactobacilos é um bom aliado no tratamento desse tipo de infecções.

Acessado 190 vezes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Avenida Santos Dumont, 5753
Torre Saúde Sala 1306
Complexo São Mateus
CEP: 6019-2018
Fortaleza Ceará
Telefones / Whatsapp:
(85) 9 9922.3133 / 9 8885.0372
Email: drandrenobrega@gmail.com