Estudo urodinâmico: entenda o conceito e em quais situações ele é recomendado

Estudo urodinâmico: entenda o conceito e em quais situações ele é recomendado

 

Já faz algum tempo que conversamos aqui sobre o assunto, mas é sempre bom ressaltar alguns pontos importantes sobre este procedimento.

Geralmente, a urodinâmica é indicada em casos como:

· O paciente possui sintomas que causam desconfortos miccionais, como a urgência urinária, incontinência, nictúria,enurese, etc.

· Se os tratamentos para incontinência urinária não apresentaram resultados satisfatórios;

· Em pacientes com antecedentes de cirurgias da pelve.

· Em pacientes submetidas à radioterapia na região pélvica.

 

Basicamente, o estudo consiste em uma série de avaliações em cada etapa da produção, transporte, retenção e excreção da urina. Além disso também há algumas recomendações que o paciente deve considerar no dia do exame,como por exemplo estar com a bexiga cheia para que seja possível medir a duração, intensidade e fluxo urinário.

Após esta etapa, as próximas são feitas a partir da inserção de duas sondas através da uretra, onde uma delas ficará responsável por encher novamente a bexiga com o soro e a outra para medir a pressão intravesical do paciente, que logo em seguida precisará esvaziá-la. Também será avaliado,durante o exame a capacidade de fechamento uretral em repouso e esforço, assim como o esfíncter externo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-size: initial;background-position: top center;background-attachment: initial;background-repeat: initial;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 200px;}